Caçador de rinocerontes foi morto por elefantes e comido por leões

Tudo sucedeu no passado dia 8 de abril. Um caçador de rinocerontes foi fatalmente atacado por um elefante e, posteriormente, um grupo de leões acabou por comer os seus restos mortais.

A tragédia ocorreu no Kruger National Park, na África do Sul, quando este e mais quatro amigos entraram no parque para caçar, ilegalmente, rinocerontes para tráfico de marfim.

Os seus colegas, em declarações à CNN, explicaram que foram surpreendidos pelo elefante e que este acabou por atacar o homem e matá-lo. As mesmas testemunhas, que não foram identificadas, explicaram que “levaram o corpo até à estrada para que pudesse ser visto pela manhã, e desapareceram do parque”.

Mais tarde, vários guardas-florestais do parque iniciaram buscas a pé, mas devido à falta de luz, acabaram por não conseguir encontrar o corpo. As diligências foram retomadas e, mediante um reforço da equipa, as autoridades acabaram por encontrar o que restava do cadáver.

“Os indícios encontrados na cena indicam que um grupo de leões terá devorado os restos mortais, deixando apenas o crânio e um par de calças”, informou a polícia.