Declarada emergência em ilha russa por invasão de ursos polares (Com vídeo)

As autoridades russas encaminharam um grupo de especialistas para uma ilha na região do ártico para sedar e retirar dezenas de ursos polares que estão a ameaçar as pessoas que lá vivem.

A decisão foi tomada, de acordo com o jornal "The Guardian", depois de as autoridades do arquipélago de Nova Zembla, com uma população a rondar três mil pessoas, terem pedido ajuda.

"Nunca houve uma invasão em massa de ursos polares como esta", disse Zhigansha Musin, das autoridades locais. "Eles estão literalmente a perseguir várias pessoas", afirmou.

Alexander Minayev, deputado que representa o arquipélago, explicou aos jornalistas que "os habitantes estão assustados e com medo de saírem de casa. Os pais não deixam os filhos irem à escola". Assim, foi declarado o estado de emergência no local.

Apesar de os ursos polares serem uma espécie em risco e ser proibido disparar contra estes animais, as autoridades defendem que o abate pode vir a ser a solução, caso as tentativas de os retirar do local fracassem.

Degelo responsável pela aproximação

Os ursos polares passam grande parte do tempo no gelo, onde caçam e se alimentam de focas. Com o degelo no Ártico os animais são obrigados a buscar alimentos noutras zonas, entrando em contacto com os humanos.

De acordo com o "Washington Post", foram avistados pelo menos 52 animais em Belushya Guba, uma das zonas mais povoadas da região.