Restaurante do clube privado de Trump multado por infrações na segurança alimentar

Lusa

O restaurante do clube privado de Donald Trump, na Florida, foi multado por 13 infrações nas normas de segurança alimentar durante uma recente inspeção ao Mar-a-Lago.

Entre as várias violações detetadas pelas autoridades da Flórida, os inspetores identificaram peixe cru e carne conservada a temperaturas superiores aos níveis permitidos.

O Presidente americano recebeu nesse mesmo clube – para o qual o preço de adesão é de 200 mil dólares – o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

No relatório divulgado quarta-feira pelo Miami Herald, os inspetores referem que o peixe servido cru ou mal cozido não tinha recebido o tratamento adequado contra os parasitas.

Os inspetores sugeriram ainda à equipa da cozinha para cozer ou peixe.

Estas infrações, que foram detetadas numa inspeção de rotina e não após uma denúncia, foram corrigidas e cumpridas as exigências dos inspetores, explicou Stephen Lawson, do organismo público encarregado destas inspeções.