Palestiniano morto a tiro em Gaza por soldados israelitas

Lusa

Um palestiniano foi morto a tiro no sábado por soldados israelitas, quando tentava danificar a barreira israelita de separação na faixa de Gaza, enclave que tem sido palco de conflitos entre manifestantes palestinianos e o exército israelita.

De acordo com um comunicado do exército israelita hoje divulgado, "as tropas identificaram um suspeito que se aproximava da faixa de segurança tentando um ato de sabotagem".

Os soldados abriram fogo sobre o indivíduo, que depois foi socorrido, mas "sucumbiu aos ferimentos", segundo a mesma fonte.

O palestiniano, Atef Mohammed Saleh, tinha 32 anos e era originário de Jabaliya, no norte do enclave, indicaram, por seu turno, os serviços de segurança palestinianos.

Controlada pelo movimento islamista Hamas, a faixa de Gaza é palco de manifestações desde 30 de março ao longo da barreira para exigir o levamento do bloqueio, e o direito ao regresso dos palestinianos que foram expulsos, ou fugiram das suas terras quando foi criado o Estado de Israel, em 1948.

Com esta morte, elevam-se a 176 as vítimas de tiros do exército israelita desde março. Também um soldado israelita foi morto em 20 de julho.

Território encravado entre Israel, o Egito e o mar Mediterrâneo, a faixa de Gaza está submetida desde há dez anos por um bloqueio terrestre e marítimo imposto por Israel.

Os seus quase dois milhões de habitantes recebem ajuda do estrangeiro.