Turquia responderá em caso de novas sanções norte-americanas

Lusa

A Turquia vai responder se os Estados Unidos decidirem impor novas sanções, anunciou hoje a ministra do Comércio turca, após Washington ter ameaçado com mais sanções se Ancara não libertar um pastor evangélico norte-americano.

“Replicámos (às sanções norte-americanas) de acordo com as regras da OMC (Organização Mundial do Comércio) e continuaremos a fazê-lo”, declarou Ruhsar Pekcan, citada pela agência estatal Anadolu.

A detenção durante um ano e meio seguida de prisão domiciliária do pastor Andrew Brunson, acusado de espionagem e atividades terroristas, desencadeou uma grave crise diplomática entre Ancara e Washington.

No início de agosto, os Estados Unidos impuseram sanções contra dois ministros de Ancara, que respondeu com medidas semelhantes. A tensão agravou-se depois, nomeadamente com a subida recíproca de tarifas aduaneiras.

A escalada causou preocupação e provocou a queda da lira turca nos últimos dias.

“Estabelecemos sanções contra vários membros do governo (da Turquia), disse na quinta-feira o secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin.

“Prevemos fazer mais caso eles não o libertem rapidamente”, adiantou, numa referência a Andrew Brunson.