Nenhum dos feridos no incidente em Londres corre risco de vida

Lusa

Nenhuma das pessoas que ficaram hoje feridas na colisão de um carro contra as barreiras colocadas em frente ao Parlamento britânico corre risco de vida, anunciou a polícia.

Na sequência deste incidente e por questões de segurança foi encerrada estação de metro de Westminster, em Londres, segundo as forças de segurança.

Segundo a Scotland Yard, a estação foi encerrada por um alerta de segurança, tendo o trânsito também sido cortado numa grande área em torno do Parlamento britânico.

A polícia metropolitana londrina informou, entretanto, que nenhum dos feridos no acidente corre risco de vida.

O motorista do veículo, cuja identidade ainda é desconhecida, foi detido no local após o incidente que ocorreu às 07:37, adianta a Scotland Yard.

"Às 07h37 de hoje, um carro colidiu contra as barreiras de segurança em frente ao Parlamento. O motorista, um homem, foi detido no local por agentes da polícia, vários peões ficaram feridos. Os agentes estão no local", afirma a Scotland Yard em comunicado.

Segundo a imprensa britânica, há cerca de dez veículos policiais no local e pelo menos três ambulâncias.

O edifídio do Parlamento está cercado por barreiras de aço e betão depois do ataque perpetrado em março do ano passado por um homem que conduzia um veículo.

Nesse ataque, Khalid Masood atropelou várias pessoas na ponte de Westminster, perto do Parlamento, onde matou quatro pessoas, depois desceu e tentou entrar no prédio, onde matou com uma faca o agente da polícia Keith Palmer, recorda a Efe.