Qatar nega ter intercetado avião comercial dos Emiratos Árabes Unidos

Lusa

O Qatar desmentiu hoje ter enviado um avião de combate para intercetar um aparelho dos Emiratos Árabes Unidos, numa altura em que se intensificam as tensões entre os dois estados.

O porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros do governo de Doha, Lulwa Al Khater, disse que a acusação sobre a missão de interceção do aparelho das linhas comerciais dos Emiratos Árabes Unidos é “totalmente falsa”.

A declaração do porta-voz da diplomacia do Qatar foi difundida através da rede social Twitter.

Pouco antes, a United Arab Emirates (UAE) acusou a força aérea do Qatar de ter intercetado um dos aparelhos da companhia comercial no “espaço aéreo internacional” e numa altura em que o avião se encontrava prestes a sobrevoar o Baharain.

A acusação foi noticiada pela agência oficial WAM e referia que as autoridades dos Emiratos Árabes Unidos já enviaram queixas formais ao Qatar e às Nações Unidas, sobre o incidente.

A WAM cita fontes das autoridades para a aviação civil que referem que recebeu uma “mensagem de um dos aviões da UAE” que hoje de manhã em rota para Manama foi intercetado por um avião militar do Qatar.