Ryanair com nova política para bagagem de mão

Cláudia Ornelas

A partir de amanhã a companhia aérea Ryanair vai alterar a política relativa às bagagens de mão.

Reduzir os atrasos resultantes da falta de espaço nas aeronaves Boeing 737 é o intuito da medida que já foi anunciada em setembro, mas cuja posta em prática foi adiada para setembro, devido a problemas que teve com cancelamento de voos.

Através de comunicado enviado em setembro, a companhia explicou que só as malas pequenas (até 35 cm x 20 cm x 20 cm) é que podem ser levadas para dentro da cabine, sendo que as de tamanho normal (55 cm x 40 cm x 20 cm) vão ser colocadas no porão do avião de forma gratuita. Apenas os passageiros considerados prioritários vão poder levar duas bagagens de mão.

Para desocupar a cabine, a companhia vai também fazer uma redução do preço da bagagem de porão. Assim, malas com peso inferior ou igual a 20 quilos (antes eram 15) terão o custo de 25 euros (em vez de 40) para serem transportadas no porão.

A partir de amanhã passam também a haver duas filas de embarque: uma para passageiros prioritários, com direito a duas malas e outra para passageiros não prioritários, que podem levar apenas uma.

Na mesma nota a companhia informou que os passageiros (sem prioridade) que se recusarem a colocar a bagagem no porão, não serão permitidos a bordo e não terão possibilidade de reembolso.