Autoridades de África do Sul confirmam 61 mortes por listeriose

José Luís da Silva

Um total 61 óbitos provocados por uma infeção bacteriana chamada listeriose, foram diagnosticados em África do Sul, anunciou o ministro da saúde de África do Sul, Aaron Motsoaledi.

No total já foram registados 727 casos, sendo 40% das vítimas recém-nascidas, refere o Departamento de Saúde do país. Números que fizeram com que este fosse classificado pelos especialistas como o pior surto “de sempre” da história global.

Um maior número de casos tem sido registado nas províncias de Gauteng, Cabo Ocidental e Kwazulu-Natal.

O Departamento de Saúde de África do Sul informa que certos alimentos são suscetíveis de transportar a bactéria, sendo estes: carne; peixe; frutos do mar; leite não pasteurizado; o queijos feta; brie e camembert; carnes frias, processadas e produtos agrícolas crus (especialmente saladas pré- embaladas).