Jerusalém: Trump "entrou para sempre na história" da cidade

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, considerou hoje que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, "entrou para sempre na história" de Jerusalém, ao reconhecer a cidade como a capital de Israel.

"O presidente Trump entrou para sempre na história da nossa capital e o seu nome será exibido orgulhosamente junto com outros nomes na gloriosa história da nossa cidade", disse Netanyahu num evento público organizado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros de Israel.

Donald Trump reconheceu na quarta-feira Jerusalém como capital de Israel, afirmando que "há muito que já deveria ter sido tomada" esta decisão.

O anúncio o presidente norte-americano, que foi recebido por uma onda de contestação diplomática na Europa e no Médio Oriente, representa uma rotura com décadas de neutralidade da diplomacia norte-americana na questão israelo-palestiniana.

Donald Trump também anunciou que vai dar ordens ao Departamento de Estado para mudar a embaixada dos EUA de Telavive para Jerusalém.