Ucrânia: Ataque ucraniano em Donetsk provoca pelo menos seis mortos e 10 feridos

LUSA

Pelo menos seis civis morreram e outros 10 ficaram feridos num ataque com mísseis ucranianos contra a cidade de Donetsk, no leste da Ucrânia e controlada pelos separatistas russófonos desde 2014, indicaram hoje as autoridades locais.

“Segundo dados preliminares, morreram seis civis em consequência dos bombardeamentos de hoje”, indicou, numa mensagem publicada na rede social Telegram, o presidente da câmara local, Alexei Kulemzin.

O mesmo responsável denunciou mais de 10 ataques com sistemas de lança-foguetes múltiplos Grad contra objetivos civis na cidade e apelou à população para permanecer nos abrigos.

Por sua vez, o quartel de defesa territorial de Donetsk informou ter registado 10 feridos na sequência dos ataques.

As autoridades pró-russas anunciaram que entre as vítimas mortais está uma deputada local, identificada como Maria Pirogova.

Na segunda-feira, as autoridades desta região da província do Donbass (leste ucraniano) – que juntamente com Lugansk foi anexada à Rússia na sequência de referendos não reconhecidos por Kiev e aliados ocidentais – tinham confirmado quatro mortos e sete feridos (todos civis), após ataques das forças de Kiev.

A ofensiva militar lançada a 24 de fevereiro pela Rússia na Ucrânia causou já a fuga de mais de 13 milhões de pessoas – mais de seis milhões de deslocados internos e mais de 7,8 milhões para países europeus -, de acordo com os mais recentes dados da ONU, que classifica esta crise de refugiados como a pior na Europa desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

A invasão russa – justificada pelo Presidente russo, Vladimir Putin, com a necessidade de “desnazificar” e desmilitarizar a Ucrânia para segurança da Rússia - foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que tem respondido com envio de armamento para a Ucrânia e imposição à Rússia de sanções políticas e económicas.

A ONU apresentou como confirmados desde o início da guerra 6.702 civis mortos e 10.479 feridos, sublinhando que estes números estão muito aquém dos reais.