França e Alemanha reafirmam apoio à unidade e ao Governo de Espanha

Os governos de França e da Alemanha reiteraram hoje o seu apoio à unidade de Espanha e ao governo espanhol, depois da declaração de independência pelo parlamento regional da Catalunha.

“Sempre o disse: o meu único interlocutor em Espanha é [o primeiro-ministro] Mariano Rajoy”, disse o presidente francês, Emmanuel Macron, aos jornalistas que o acompanhavam numa visita à base aeroespacial europeia de Kourou, na Guiana Francesa.

“Há um Estado de Direito em Espanha, com regras constitucionais. É preciso fazer com que sejam respeitadas e ele tem todo o meu apoio”, acrescentou.

Em Berlim, o porta-voz do governo alemão, Steffen Seibert, afirmou em comunicado que a Alemanha “vê com preocupação o agravamento da situação na Catalunha” e “não reconhece uma tal declaração de independência”.

“A soberania e a integridade territorial de Espanha são e mantêm-se invioláveis”, disse o porta-voz.

O parlamento regional catalão (Parlament) aprovou hoje a independência da Catalunha, com 70 votos a favor, 10 contra e dois votos em branco.

Pouco depois, o senado de Espanha autorizou, por maioria absoluta, o governo de Madrid a aplicar o artigo 155.º da Constituição, que suspende a autonomia da região.