Venezuela: Nicolás Maduro celebra “vitória nítida” nas regionais

Lusa

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, celebrou hoje o resultado das eleições regionais de domingo, vincando que foi uma "vitória nítida" para o "chavismo" que conquistou 75% dos cargos de governador do país.

"Temos 17 governações, uma vitória nítida. O 'chavismo' [referência a Hugo Chávez, Presidente de 1999 até à morte em 2013] arrasou, a oposição tem cinco. Reconhecemos os resultados", disse.

Nicolás Maduro falava no palácio presidencial de Miraflores, acompanhado por vários candidatos do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV).

"Estendo a minha mão a cinco governadores da oposição, para trabalhar pelas suas regiões", frisou, fazendo alusão a que cinco dos 23 Estados da Venezuela vão ser governados por opositores.

"O meu chamado é à paz, porque acredito que é o único caminho para recuperar a prosperidade económica e a estabilidade social", declarou o Presidente venezuelano.

Maduro sublinhou que a Justiça "será aplicada aos governadores que "cruzem a linha".

Por outro lado, o Presidente felicitou os venezuelanos pelo "recorde de participação", vincando que votaram dez milhões de eleitores, para "dizer ao mundo que na Venezuela há paz", que "o caminho não é queimar [provocar incêndios], nem "a violência".

"Esta vitória é uma proeza que tem dito não ao intervencionismo", frisou.

Dados divulgados pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE), dão conta que o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV, o partido no Governo), ganhou em 17 dos 23 Estados do país, nas eleições de domingo.

Segundo o CNE, o PSUV terá governadores nos Estados de Amazonas, Apure, Arágua, Barinas, Carabobo, Cojedes, Falcón, Guárico, Lara, Miranda, Monágas, Portuguesa, Sucre, Trujillo, Yaracuy, Delta Amacuro e Vargas.

Os estados de Anzoátegui, Nueva Esparta, Táchira, Mérida e Zúlia vão ser governados por opositores.

Ainda não foram apurados os resultados do estado venezuelano de Bolívar.