Primeiro-ministro australiano vai visitar França para restabelecer relações

LUSA

O primeiro-ministro australiano, Anthony Albanese, anunciou hoje que na próxima semana vai reunir-se com o Presidente francês, Emmanuel Macron, em Paris, para restabelecer as relações bilaterais, deterioradas pela rutura do acordo de compra de submarinos franceses.

Em declarações à imprensa australiana, Albanese, que participará na próxima semana na cimeira do G7, na Alemanha, e na cimeira da NATO, em Madrid, disse que foi convidado por Macron e espera uma receção calorosa.

"Temos de reiniciar as relações. Já tivemos conversações muito construtivas", disse o primeiro-ministro australiano e líder do Partido Trabalhista, vencedor das eleições de maio passado.

Em 11 de junho, a França manifestou a sua vontade de ultrapassar a crise diplomática provocada pela rutura pela Austrália, no ano passado, do contrato de compra de submarinos, tendo Camberra anunciado um acordo para o pagamento de indemnizações aos estaleiros franceses envolvidos.

São cerca de 583 milhões de euros que as autoridades australianas vão pagar ao Naval Group por violarem unilateralmente o contrato.

A Austrália quebrou o acordo imediatamente após selar uma aliança de segurança com os Estados Unidos e o Reino Unido (o chamado pacto AUKUS, iniciais em inglês dos três países anglo-saxónicos) que lhe permite aceder à tecnologia norte-americana na construção de submarinos nucleares.

O Governo francês acusou então o executivo australiano de "quebrar a relação de confiança" entre os dois países, descartando o acordo "unilateralmente".