Europeus veem as vantagens das novas regras do ‘roaming’

O primeiro verão sem tarifas de itinerância (roaming) demonstra que os Europeus têm conhecimento da existência das novas regras e que começaram a mudar os seus hábitos quando se deslocam ao estrangeiro dentro da UE.

Segundo um inquérito do Eurobarómetro Flash publicado hoje, a grande maioria dos cidadãos europeus reconhece as vantagens da itinerância sem tarifas adicionais. Graças à nova regulamentação da UE em matéria de itinerância, em vigor desde 15 de junho de 2017, os consumidores podem utilizar o seu telemóvel quando viajam no estrangeiro dentro da UE sem tarifas adicionais, exatamente como se estivessem no seu país de origem. Os resultados do inquérito revelam que 71 % dos Europeus têm conhecimento que as taxas adicionais de itinerância foram suprimidas e 72 % pensam que eles próprios - ou alguém que conhecem - beneficiarão com o fim dessas tarifas adicionais. O conhecimento das novas normas aumenta para 86 % entre os que viajaram após o dia 15 de junho.

Andrus Ansip, Vice-Presidente responsável pelo Mercado Único Digital, declarou: “Vemos que quando viajam na UE, as pessoas gostam de usar o seu telefone como o fariam se estivessem no seu país sem ter medo de receber uma fatura exorbitante. E os operadores móveis estão a investir em redes para fazer face ao aumento da procura. As novas regras da UE em matéria de telecomunicações irão encorajar esses investimentos; deverão ser adotadas pelo Parlamento Europeu e pelos Estados-Membros o mais brevemente possível”.

Mariya Gabriel, Comissária responsável pela Economia e Sociedade Digitais, declarou: “Estamos perante um exemplo de como a UE melhora de forma concreta a vida dos cidadão da UE. A aplicação no estrangeiro das mesmas tarifas que no país de origem («Roam like at home») funciona realmente: os clientes estão contentes, o consumo está a aumentar e a procura de serviços móveis em viagem na UE é muito elevado. Tal beneficia tanto os consumidores como os operadores”.