Autoridades investigam morte de oito pessoas em lar de idosos na Florida

Lusa

Oito pessoas morreram num lar de idosos em Hollywood, cidade do sul da Florida, nos Estados Unidos, num caso que está relacionado com a passagem do furacão Irma e que está a ser investigado pelas autoridades.

O chefe da polícia de Hollywood, Tom Sanchez, disse que os investigadores acreditam que as mortes no Centro de Reabilitação em Hollywood Hills estão relacionadas com o calor, acrescentando que o local foi isolado e que está a ser efetuada uma investigação criminal.

O governador Rick Scott pediu aos trabalhadores de emergência da Florida para verificarem de imediato os lares de idosos e as instalações de vida assistida para garantir que os pacientes estão seguros e já ordenou uma investigação às mortes registadas.

O lar de idosos, em comunicado, declarou que o furação Irma derrubou o transformador que alimentava o ar condicionado.

O chefe da polícia referiu que as causas de morte das oito pessoas estão a ser investigadas, não estando nenhuma possibilidade excluída, incluído a hipótese de intoxicação por monóxido de carbono dos geradores.

Tom Sanchez acrescentou que investigadores vão também examinar quantas janelas estavam abertas no edifício.

"É uma triste situação. Todos nós temos pessoas idosas em instalações e todos sabemos que dependemos das pessoas nessas instalações para cuidar de uma população idosa vulnerável", concluiu.