Pelo menos 15 mortos e 25 feridos em atentado no Paquistão

Pelo menos 15 pessoas morreram e 25 ficaram feridas hoje num atentado à bomba contra um veículo militar na cidade paquistanesa de Quetta, na província de Baluchistão, segundo fontes oficiais.

A explosão aconteceu durante a noite na entrada de um quartel militar e o alvo era um camião de soldados, disse à Efe o porta-voz da polícia de Quetta, Syed Mujtaba.

No ataque, morreram 15 pessoas, incluindo sete civis, e 25 pessoas ficaram feridas, as quais foram transferidas para os hospitais da zona, adiantou em comunicado o gabinete de comunicação do exército do Paquistão.

A mesma fonte acrescentou que foram usados "explosivos incendiários" que propagaram as chamas a carros que estavam próximos do local.

O chefe do exército, Javed Bajwa, condenou o atentado e qualificou-o como uma "tentativa de arruinar" as festividades do 70.º aniversário da independência do país do império britânico e a sua partição da Índia em 1947.

Na segunda-feira celebra-se o aniversário do país, em particular na capital, Islamabad, com desfiles e discursos das autoridades, estando previstas fortes medidas de segurança.

Ainda que a violência no Paquistão tenha diminuído consideravelmente nos últimos anos, depois das operações militares lançadas pelo exército do país, as áreas tribais e Baluchistão continuam a ser as zonas mais afetadas pela rebelião.

Quetta é uma das localidades mais conflituosas do Paquistão e foi cenário de graves atentados de insurgentes, nomeadamente o que ocorreu em outubro contra uma academia de polícia que matou 62 cadetes e um capitão.

Lusa