Debate entre presidentes de Portugal e do Gana acontece a 3 e 4 de setembro

O Conselho da Diáspora Portuguesa (CDP) anunciou hoje que o Fórum Euro-África, inicialmente previsto para julho, será realizado em 03 e 04 de setembro, incluindo um debate entre os presidentes de Portugal e do Gana.

"A única forma de dar resposta a uma crise global é restabelecendo as ligações, não apenas com os decisores políticos e privados, mas também com a sociedade civil, para adquirirmos uma visão coletiva e estabelecermos soluções globais. Assim, tomámos a decisão de realizar o EurAfrican Forum Digital, para que tenhamos um papel na recuperação das nossas economias", disse o presidente da direção do CDP, Filipe de Botton, citado num comunicado hoje divulgado.

O Fórum estava inicialmente previsto para o princípio de julho, mas foi adiado para o início do próximo mês, tendo já o programa definido, que inclui uma mensagem do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, e uma intervenção do antigo presidente da Comissão Europeia José Manuel Durão Barroso, para além da conversa entre os dois presidentes.

"O Fórum irá juntar numa plataforma digital os maiores protagonistas da mudança dos continentes africano e europeu, nomeadamente empresários, ativistas, líderes e decisores públicos e privados e todos aqueles que têm vindo a contribuir para a construção de um diálogo positivo entre os dois continentes", lê-se ainda no comunicado.

O Fórum vai reunir personalidades dos setores público e privado, sociedade civil, empresários, ativistas e cientistas, que vão debater cinco desafios ao abrigo do tema “À procura de pontos comuns num mundo pós-covid”.

Os cinco painéis, que incluem uma conversa entre os presidentes de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, e do Gana, Nana Akufo-Addo, moderados pelo editor de África do Financial Times, vão debater as "Perspetivas sobre as relações entre a União Africana e a União Europeia”, a “Transição Justa da Matriz Energética”, “Made In Africa - Negócios Emergentes e em Aceleração”, “Cultura África a alimentar o Mundo”, e “Ligando os Desligados”.