Jornadas Madeira: Educação com falta de igualdade de oportunidades

Carla Ribeiro

Liliana Rodrigues, investigadora e docente na Universidade da Madeira (UMa) , é a quarta e última oradora das Jornadas Madeira no Funchal e de todo o evento que decorre desde janeiro último e que percorreu todos os concelhos da Região.

A professora entende que não vivemos numa era digital. A nossa cabeça é caminhar para isso. Mas ninguém pode recusar a importância da tecnologia. Sobre os três grandes desafios lançados para o futuro, Liliana Rodrigues disse que os mesmos passam pelos ambientais, económicos e sociais. Nos desafios ambientais, a docente apontou as alterações climáticas. Por isso, a importância da educação ambiental. Nos desafios sciais, a investigadora explicou que há uma franca desigualdade nos padrões de qualidade de vida e defendeu que há fata de igualdade de oportunidades.

"Temos de ver como poder melhorar os padrões da qualidade de vida e melhorar as condições de igualdade de oportunidades", defendeu.