Jornadas Madeira: Poder local deve estar mais perto das universidades

Carla Ribeiro

Quarenta e quatro por cento da população da UE entre os 16 e os 74 anos, não possui competências digitais básicas.

A informação foi avançada por Liliana Rodrigues, última oradora das Jornadas Madeira 2019, que estão a chegar ao fim no auditório da Ordem dos Advogados da Região, na rua 31 de Janeiro. Liliana Rodrigues falou das esteratégicas efetivas políticas e o que espera a OCDE do ponto de vista da educação e do poder local. Liliana Rodrigues diz que está previsto nas orientações da OCDE uma educação para a proteção civil. Área que a Madeira já deu passos, sobretudo na proteção civil municipal. A docente defende que o poder local deve estar mais perto das universidades e, neste caso, da Universidade da Madeira.