Jornadas: Centro Social e Paroquial de Santa Cecília apoia 800 pessoas/mês através do Fundo Europeu de Ajuda Alimentar

Carla Ribeiro

O diretor do Centro Social e Paroquial de Santa Cecília diz que o melhor do Mundo, são as pessoas. Mas o pior do Mundo também são as pessoas. Daí existirem diversas instituições de apoio a diversos públicos.

O Centro Social e Paroquial de Santa Cecília, quase a festejar 25 anos, conta com uma equipa de 50 profissionais e tem como missão possibilitar a crianças e demais utentes, apoio, assim como compensar insuficiências. Luís Jesus apontou várias respostas sociais que são dadas pela instituição que está a representar, a qual acompanha 180 utentes, distribui cabazes alimentares entre outros bens. Além disso, a instituição tem um centro de dia e um infantário (com 103 crianças), sendo 57 em salas de creche. A instituição dispõe também do ATL da Palmeira. Aquele Centro Social, que se situa no conhecido bairro das Malvinas, dispõe também de um gabinete de atendimento e acompanhamento psicológico, onde um profissional pratica um preço simbólico.

No âmbito do Fundo Europeu de Ajuda Alimentar a Carenciados, o Centro Social e Paroquial de Santa Cecília coordena Camara de Lobos, Ponta do Pargo e São Vicente. Abrange 800 pessoas por mês, sendo que a parte destinada a Câmara de Lobos, corresponde a cerca de três centenas.