Jornadas: Presidente da Junta do Curral acha que a Europa está a promover a desertificação das zonas rurais

Carla Ribeiro

O presidente da junta de Freguesia do Curral das Freiras diz que a taxa do serviço prestado pela ARM não agrada aos locais.

Manuel Celestino questionou a empresa sobre se não deveria ser criada uma parceria com associações de rega para aproveitar as sobras nos terrenos agrícolas. Já ao representante do Europe Madeira Direct, o presidente da Junta questionou Marco Teles sobre se o projeto europeu não estará a contribuir para a constante desertificação das freguesias, nomeadamente do Curral das Freiras. O representante da ARM, em resposta a Manuel Celestino, disse que o Curral das Freiras será das melhores freguesias da Madeira no que toca a águas e saneamento básico. Lamentou que haja vizinhos que não respeitem a colocação do lixo nos recipientes e dias certos. No que toca ao aproveitamento da água, disse que a ARM não tem água de regadio. Só tira da Natureza tudo o que se destina ao consumo humano.

Marco Teles, do Europe Direct, disse que não será por Bruxelas que o Curral perderá as suas pessoas. Antes pelo contrário, sublinhou a quantidade de pessoas que hoje visitam a freguesia e que são oriundas da Europa. Lembrou também que os estudantes do Curral podem, através do Erasmus, conhecer outras localidades. "É muito mais aquilo que se ganha do que o que se perde", disse,