Jornadas 2019: Porto Santo Line 'debaixo de fogo'

Carla Ribeiro

Num período de 'quente' debate e quando ainda faltam duas intervenções no Fórum das Jornadas Madeira 2019, que decorrem hoje no Porto Santo, Luís Bettencourt, empresário porto-santense, afirmou, ironicamente, que há 600 anos, desembarcava-se no Porto Santo, e a qualquer dia da semana. Atualmente, em janeiro, nem na praia, se se consegue desembarcar.

O empresário insistiu no subsídio de mobilidade e pediu a Patrícia Dantas Caires para explicar o porquê de o Governo continuar a dizer que nada tem a ver com os 'interesses' da Porto Santo Line. Muito crítico, Luís Bettencourt abordou, também, no período de perguntas e respostas aos oradores que estão presentes no Fórum, que o comércio está cada vez mais morto e que antes, havia muitos mais espaços de restauração e bares. A diretora regional Adjunta da Economia está a ser 'usada' pelos muitos que integram a plateia deste Fórum realizado pelo JM e pela rádio JM FM, para 'levar' as preocupações de todos os que vivem no Porto Santo até ao presidente do Governo Regional.