Jornadas Madeira: “É necessário ter consciência de que o mundo mudou”, sublinha Ara Oliveira

Catarina Gouveia

Ara Oliveira, diretor regional do Ambiente, referiu desde a plateia que ”é necessário ter consciência de que o mundo mudou” no que toca a reivindicações para a ação em termos de políticas ambientais.

“Estamos aqui hoje, viemos de carro. Temos todos telemóveis nas mãos”, exemplificou.
Portanto, o Governo e as câmaras trabalham para atenuar a ambição de qualidade de vida que as sociedades estipulam.
Lembrou que com a criação da Lei de Bases do Ambiente em 1987, "a Madeira não tinha uma única ETAR", sendo que os esgotos, integralmente, iam para as ribeiras, havendo provas de contaminação fecal na altura. “Hoje há soluções para tudo isto”, disse Ara Oliveira, frisando que “evoluímos”, mas precisamos de criar condições para conciliar e procurar equilíbrio.