O fim de um ciclo: Paulo Cafôfo sai da liderança do PS e do parlamento regional

Alberto Pita

Paulo Cafôfo apresentou hoje a sua demissão de presidente do PS Madeira encerrando um ciclo que teve início em 2013, quando o desconhecido professor se candidatou e venceu a Câmara Municipal do Funchal.

Os resultados positivos na Ponta do Sol, Machico e Porto Moniz não foram suficientes para suplantar a pesada derrota no Funchal, onde a Coligação Confiança perdeu a Câmara, a Assembleia Municipal e nove das dez juntas de freguesia.

“Anuncio aqui aos madeirenses e porto-santenses que me demito de presidente do PS Madeira, provocando obviamente eleições e congresso para uma nova liderança. Isto significa que não serei candidato a um novo mandato nas eleições que se irão seguir”, disse esta noite, numa declaração sobre os resultados eleitorais a partir da sede do partido.

Ladeado por Miguel Iglésias, presidente da bancada parlamentar do PS, Cafôfo anunciou também que irá deixar o cargo de deputado na Assembleia Legislativa da Madeira.

“Em política temos de ser coerentes. Eu estou a ser coerente com a minha pessoa, com o meu caráter e tenho uma dignidade”, disse o líder demissionário do PS Madeira, na sede do partido.