CDS pede reabertura histórica do serviço de urgências em Santana

A candidatura do CDS à Câmara Municipal de Santana reforçou que a reabertura do serviço de urgência do centro de saúde “não é uma questão eleitoralista, é uma exigência do CDS”. Dinarte Fernandes lembra que esta é uma reivindicação desde 2012 do partido.

"Mais importante e tão histórico como a inauguração da via expresso (hoje), seria também histórico, da parte do Governo Regional, reabrir as urgências à noite, no concelho de Santana”, disse o candidato na ação de campanha do dia de ontem.

Considerando “importantíssima uma obra como a via-expresso para São Jorge e o Arco de São Jorge”, Dinarte Fernandes sublinhou que “continua a ser igualmente importante, e não é uma questão eleitoralista” a reabertura das urgências, “pois o CDS foi o primeiro partido a opor-se firmemente ao fecho das urgências à noite no Centro de Saúde de Santana, que esta situação se resolva para o bem da nossa população”.

Nesse sentido, o candidato que vai pela primeira vez a votos (já que no atual mandato é por substituição de Teófilo Cunha), prometeu que “nós vamos continuar a exigir que o serviço de urgência reabra e vamos continuar a achar que o Governo Regional vai querer tornar histórico também, essa decisão de voltar atrás e corrigir o erro do passado, que foi encerrar o serviço de urgências à noite, em Santana”.

A concluir, o centrista lembrou que sendo aquele o segundo maior concelho em termos geográficos da Região, “não podemos continuar a ter medo de não chegarmos a tempo às urgências, em Machico”.