Policarpo Figueira quer melhorar acessibilidades e dinamizar produção local no Curral das Freiras

O candidato do PS à Junta do Curral das Freiras considera fundamental resolver o problema das acessibilidades na freguesia, quer no que diz respeito às habitações, quer no caso dos terrenos agrícolas, cada vez mais votados ao abandono.

Para Policarpo Figueira, esta questão coloca em causa a segurança das populações e contribui para o seu isolamento e para a perda de rentabilidade no setor agrícola, vital para a economia local.

No que diz respeito ao acesso às habitações, o candidato do PS dá o exemplo da Terra-chã de Cima (Cerco), localidade onde as pessoas se veem obrigadas a percorrer grandes distâncias para chegar às suas casas, e onde é urgente encontrar uma solução para as habitações mais distantes da estrada.

Segundo o candidato "as pessoas da Terra-Chã têm ficado para trás. Nunca há dinheiro para resolver o problema e ainda por cima, desde a pandemia, deixou de haver o transporte que as deixava mais perto. Como resultado, a distância a percorrer para chegarem às suas casas aumentou ainda mais."

Já no âmbito da agricultura, Policarpo Figueira pretende investir em caminhos agrícolas que aproximem as pessoas dos seus terrenos, evitando assim o abandono de terras férteis. "Nesse âmbito, o Curral também está esquecido. Garantir a existência de acessos às terras é garantir que os terrenos não são abandonados. Para além de maior produtividade e riqueza, é também uma questão de segurança porque os terrenos são limpos e isso torna a freguesia mais resistente a incêndios. O que é fundamental, porque estamos rodeados de floresta e só temos uma via de saída da freguesia."

Policarpo Figueira acredita que desta forma será também possível dar mais condições de trabalho ao setor agrícola e contribuir para a atratividade do concelho, afirmando que cabe à Junta de Freguesia assumir esta responsabilidade, nomeadamente com a preservação das veredas e dos caminhos de água existentes para utilização dos regantes.

"Se preservarmos as nossas levadas, se mantivermos as nossas veredas limpas, se os nossos jardins públicos estiverem cuidados, a freguesia torna-se mais apelativa para quem nos visita, e isso garante também que os nossos estabelecimentos comerciais têm mais gente a frequentá-los", acrescenta o candidato.

A par da resolução destes problemas, o candidato do PS pretende investir na dinamização do comércio local através de uma aposta nos produtos. Para o candidato "não se compreende que uma freguesia com uma produção agrícola tão rica quanto a nossa não tenha pontos de venda fixos que permitam aos nossos agricultores venderem os seus produtos diretamente ao consumidor – às pessoas de cá e as que diariamente nos visitam", razão pela qual defende a criação destes canais de ligação entre os produtores e o público promovendo uma maior atividade da economia local.

Uma outra medida proposta pelo candidato do PS passa pela resposta a um problema do dia-a-dia dos habitantes da freguesia, a falta de estacionamento. "Neste momento temos muita falta de estacionamento porque tem havido apenas a preocupação em garantir estacionamento para os estabelecimentos comerciais. Que também precisam, claro, mas e quem vive cá e quer usufruir dos nossos espaços públicos?", afirma o candidato que se compromete a encontrar uma solução para esta questão.

Policarpo Figueira acredita que o Curral das Freiras pode ser uma freguesia mais aprazível, segura e inclusiva, mas que "é preciso fazer os investimentos certos. E nós queremos fazê-los."