'Funchal Sempre à Frente' diz que não vai privatizar serviços da CMF

O candidato pelo 'Funchal Sempre à Frente' à presidência da Câmara Municipal do Funchal acusa o atual executivo camarário, liderado por Miguel Silva Gouveia, de veicular informações falsas sobre a privatização dos serviços do ambiente e de salubridade da autarquia. Num contacto direto com os trabalhadores, Pedro Calado, ouviu queixas contra a autarquia, considerando que esta "insiste na mentira, com o intuito de desestabilizar e de afugentar os funcionários".

Para Pedro Calado estas "teorias de conspiração" configuram "baixa política".

O cabeça-de-lista da candidatura pela coligação PSD/CDS é peremptório: "Que fique de uma vez por todas esclarecido que, quando assumirmos a presidência da CMF não vai haver mudanças. Este serviço é para manter e os funcionários vão continuar na autarquia. Não há qualquer adesão da CMF à 'Águas e Resíduos da Madeira'. Não há dúvidas. Isto é uma mentira e uma calúnia que nós queremos denunciar e não me vou cansar de a repetir", referiu.

Na próxima semana, a candidatura Funchal Sempre à Frente' vai voltar ao Departamento de Ambiente e de Salubridade, nos Viveiros, para esclarecer novamente os trabalhadores que não há qualquer intenção de privatização de nenhum serviço, bem como assume o compromisso de dar condições de trabalho mais condignas a todos os funcionários da CMF.