Debate JM – Dinarte: “Tenho só uma cara”, concorrer pelo PSD “seria uma corrida pelo tacho”

Paula Abreu

Questionado sobre o facto de ter concorrido pelo CDS em vez de coligar-se com o PSD e que esta candidatura é também uma forma de saber quanto vale politicamente, Dinarte Fernandes respondeu que “a política é um risco em si".

Vemos isso quando exercemos cargos públicos, arriscamos muito em prol do bem público e somos rotulados como mais um que quer um tacho”. Por isso, acrescentou, “espero que as pessoas compreendam que a decisão que eu tomei foi de uma cara só, de não aceitar uma coligação”. A seu ver, se concordasse com a coligação PSD/CDS, como foi negociado pelos partidos, aí sim, “seria a corrida pelo tacho, para garantir o lugar por mais quatro anos”.