Debate JM: Candidatos da oposição responsabilizam gestão de Pedro Coelho pelo despovoamento de Câmara de Lobos

Câmara de Lobos perdeu população. O candidato do PSD à Câmara Municipal defende que o problema não é apenas daquele Município mas em geral.

Pedro Coelho admite, contudo, que é preciso políticas atrativas e é isso que tem sido feito. "Obviamente que a Câmara, com as políticas que tem, pode ajudar no combate ao problemas mas são necessárias políticas nacionais de apoio", defendeu, esta manhã, o candidato do PSD à Autarquia de Câmara de Lobos, no debate que decorre no JM. Nesta iniciativa do JM e da 88.8, Jacinto Serrão, candidato do PS à presidência da Autarquia câmara-lobense não aceita a ligeireza com que Pedro Coelho está a tratar o assunto. "É preciso criar dinâmicas para fixar os jovens, nomeadamente nas zonas mais ruralizadas, ou seja, nas zonas altas de Câmara de Lobos e no Curral das Freitas", aponta Jacinto Serrão, considerando que a gestão de Pedro Coelho tem uma política repulsiva.

"Estamos a falar das políticas de natalidade e de despovoamento. E vejo uma política repulsiva. Este concelho não tem nem políticas de emprego nem medidas de atração", apontou.

Já o candidato do CDS à Câmara de Câmara de Lobos, Amílcar Figueira, considera que a perda de população deveu-se à emigração ao longo dos últimos anos, por falta de empregos. O candidato considera que o concelho, com grande potencial agrícola, deveria isentar mais os agricultores. Os comerciantes, por seu lado, pedem a dinamização do comércio local.