Debate JM: Coelho, Serrão e Amílcar debatem Câmara de Lobos a partir das 11h00

Por David Spranger

Inserido no ciclo de debates promovidos pelo JM, tendo em vista as eleições autárquicas do próximo dia 26, hoje, da Redação do JM a partir das 11h00, é dia do concelho de Câmara de Lobos ser analisado, com a presença de Pedro Coelho (PSD), Jacinto Serrão (PS) e Amílcar Figueira (CDS).

O debate junta os candidatos dos partidos que têm assento na vereação, resultante das eleições autárquicas de 2017, na sequência do critério estabelecido pelo JM, promotor desta iniciativa, que hoje concretiza o sétimo debate dos 11 previstos, esmiuçando todos os concelhos.

Conduzido pelos jornalistas Miguel Silva e Miguel Guarda, o debate tem transmissão direta no canal JM no Youtube, nas páginas do jornal e da rádio no facebook e no canal Naminhaterra TV, para alem do acompanhamento a edição online deste jornal. Poderá ainda ser seguido através da rádio JM FM.

Num concelho sempre dominado pelo PSD, Pedro Coelho vai a votos pela terceira vez, depois de ter sido eleito em 2013 e 2017, tentando conquistar o seu terceiro mandato consecutivo, tendo no último ato eleitoral reunido 62,5% da preferência do eleitorado, após uma primeira eleição, com 39,9%. Conseguiu então cinco dos sete mandatos, deixando um para o PS (11,5%) e outro para o CDSD (10,7%).

O melhor resultado do PSD data de 1985, com 78,3%, enquanto o PS tem o seu ponto mais alto em 1997 (24,3%) e o CDS os 21,7% logo em 1976.

Nas Juntas de Freguesia os sociais democratas detêm, o pleno, liderando as cinco: que compõem este concelho, o terceiro com maior número de potenciais eleitores da Região Autónoma da Madeira, após Funchal (106.336) e Santa Cruz (39.942).

O concelho de Câmara de Lobos reúne 32.718 pessoas em condições de votar, distribuídos pelas freguesias de Câmara de Lobos (16.166), Jardim da Serra (3.052), Quinta Grande (1.968), Estreito de Câmara de Lobos (9.580) e Curral das Freiras (1.952).

Desde o primeiro ato eleitoral, em 1976, Câmara de Lobos sempre foi dominada pelo PSD, num cenário que apenas encontra paralelo na Calheta. Pela ‘cadeira mor’ do município, antes de Pedro Coelho (desde 2013), passaram João Dantas (1976-1982), Arlindo Oliveira Melim (1982-1985), Gabriel Ornelas (1985-2001) e Arlindo Gomes (2001-2013).

Realizado o debate de hoje, e concretizadas que estão já as iniciativas referentes à Calheta, Porto Moniz, Ribeira Brava, Machico, São Vicente e Ponta do Sol, os debates serão retomados segunda-feira, com Santa Cruz, seguindo-se Porto Santo (terça-feira), Santana (quarta-feira) e Funchal (quinta-feira).