Jornadas Madeira 2021: Cais do Porto da Cruz está “completamente ao abandono”

Eugénio Lemos, presidente da Casa do Povo do Porto da Cruz, durante o período de debate, criticou as afirmações de Marina Barbosa, do PS, assegurando que “as casas do povo não recebem milhões”. “Se a senhora não sabe, informe-se”, disse, esclarecendo que a casa do povo que lidera não tem cores políticas.

“Porque as coisas são para ser ditas e não só criticadas”, agradeceu todo o apoio da autarquia no que toca às obras realizadas pela Câmara de Machico na melhoria das acessibilidades.

No que toca à freguesia do Porto da Cruz, apelou para que sejam realizadas limpezas de várias veredas e que seja considerada intervenção no sentido de construir estradas agrícolas.

Quis perceber também o que é que a autarquia pretende fazer no cais do Porto da Cruz, “completamente ao abandono” e que representa “uma vergonha”. Propõe ainda a Ricardo Franco que as entradas na piscina do Porto da Cruz sejam gratuitas, tendo em conta o tempo de pandemia e a necessidade de os comerciantes do Porto da Cruz recuperarem os seus negócios.

Em relação ao cais do Porto da Cruz, este é da competência dos Portos da Madeira, elucidou Ricardo Franco, sendo que a autarquia apenas procedeu à colocação de uma grua, à qual o PSD local se opos.

O autarca acrescenta que a Câmara de Machico gostaria de fazer mais estradas agrícolas, e lamenta, contudo, que o Governo Regional tarde em aprovar estas intervenções.