2.128 empresas apresentaram requerimento de pedido lay-off simplificado

Patrícia Gaspar

Alojamento, restauração e similares são os setores mais predominantes, concentrando 27,7% dos pedidos. O comércio por grosso e a retalho, reparação de veículos automóveis e motociclos representa 19,3% dos requerimentos e a construção 8,9%.

De acordo os dados, solicitados ao Instituto de Segurança Social da Madeira na passada segunda-feira e enviados hoje ao JM, 2.128 empresas apresentaram requerimento de pedido lay-off em regime simplificado.

“Deste universo de 2.128 empresas, 1.657 empresas, ou seja, mais de 77,9%, têm até 10 trabalhadores”, refere a Segurança Social.

As empresas sediadas no Porto Santo representam 1,8% do total das 2.128 empresas que apresentaram pedido de lay-off na Região Autónoma da Madeira.

Os processos de lay-off simplificado são, esclarece o organismo tutelado pelo Governo, “submetidos, única e exclusivamente, através da Segurança Social Direta, sendo a sua análise tratada de forma automática pelo sistema que está a ser gerido pelo Instituto de Informática, a quem compete a disponibilização dos dados a nível nacional”.

Os dados disponibilizados não permitem, acrescenta o Instituto da Segurança Social, aferir o número atual de trabalhadores abrangidos por esta medida. “Contudo, tem sido feita insistência junto desse organismo nacional para que seja fornecida essa informação”, refere o organismo.