Produção do ramo agrícola na Região Autónoma da Madeira cresceu 3,9% em 2018

Segundo as Contas Económicas da Agricultura Regionais (CEAREG), em 2018, a produção do ramo agrícola na Região Autónoma da Madeira (RAM) fixou-se em 102,8 milhões de euros, crescendo 3,9% em termos nominais face ao ano precedente.

A CEAREG divulgou que do total da produção agrícola regional de 2018, 83,8% foi proveniente da componente vegetal e 11,9% da animal, sendo que as restantes parcelas derivaram de serviços agrícolas e atividades secundárias não agrícolas. A nível nacional, o peso da produção vegetal foi inferior (57,8%), embora se tenha revelado também mais preponderante que a parte animal (37,2%).

Segundo a mesma fonte, desagregando a componente da produção vegetal (cujo total foi de 86,2 milhões de euros) para a RAM, constata-se que as parcelas mais representativas foram as hortícolas frescas (27,2 milhões de euros, +4,9% que em 2017) e os frutos subtropicais (16,6 milhões de euros, -1,8% que no ano de 2017).

Os dados da CEAREG dão ainda conta que a principal fatia da produção animal, cujo total foi de 12,2 milhões de euros, derivou da avicultura, que concentrou 56,9% daquele total.

A informação indicou do mesmo modo que à atividade agrícola está inerente a utilização de uma série de bens e serviços que constituem os consumos intermédios. Esta variável rondou os 43,0 milhões de euros em 2018 (+2,1% que em 2017).

“A diferença entre produção agrícola e consumo intermédio constitui o chamado Valor Acrescentado Bruto (VAB) agrícola. Em 2018, o VAB agrícola fixou-se em 59,8 milhões de euros, crescendo 5,2% em termos nominais entre 2017 e 2018”.

Por fim, “a Formação Bruta de Capital Fixo, uma das parcelas do Investimento, ascendeu aos 4,9 milhões de euros, +3,9% que em 2017”.