Douro Azul recruta 200 trabalhadores e aumenta salário mínimo para mil euros

Lusa

A Douro Azul quer recrutar 200 trabalhadores para a época de 2020, comprometendo-se a pagar aos colaboradores dos seus navios um ordenado mínimo “sempre superior a mil euros”, disse o fundador da empresa de cruzeiros fluviais à Lusa.

“O ano 2020 será marcado pelo compromisso de o ordenado mínimo a bordo de qualquer dos nossos navios [em Portugal] ser sempre superior a mil euros, mais as gratificações que recebem dos clientes, o alojamento, a alimentação e o fardamento”, afirmou Mário Ferreira em declarações à agência Lusa.

Atualmente, disse, os ordenados mais baixos entre os cerca de 500 trabalhadores da Douro Azul em Portugal situam-se em torno dos 730 euros.

Depois de em 2019 o grupo Douro Azul ter registado uma faturação consolidada na ordem dos 152 milhões de euros, Mário Ferreira aponta como meta para 2020 uma subida das vendas superior a 30%, para 202 milhões de euros, e um aumento do EBITDA (resultados antes de impostos, juros, amortizações e depreciações) de 18 milhões para 37 milhões de euros.

Já o peso da atividade em Portugal no negócio consolidado deverá recuar dos cerca de 30% do ano passado para “mais ou menos 25%” em 2020.

“O investimento que estamos a fazer em termos de cruzeiros é a nível global”, disse o empresário à Lusa.

Segundo Mário Ferreira, no âmbito da iniciativa de recrutamento em curso a Douro Azul vai realizar de quarta a sexta-feira um ‘roadshow’ (apresentação) na região do Douro, nos municípios de Lamego (dia 08), Peso da Régua (dia 09), Mesão Frio (dia 09) e Alijó (dia 10), e, de 16 a 18 de janeiro, irá abrir as portas de um dos seus navios-hotel num ‘open day’ para dar “a conhecer aos candidatos a realidade do dia-a-dia de trabalho a bordo”.

Os novos trabalhadores a recrutar deverão preferencialmente ter formação nas áreas de turismo, hotelaria e restauração, tendo a possibilidade de, no período em que a época de cruzeiros no Douro está encerrada (no período de inverno), trabalhar nos navios que a empresa tem no estrangeiro.

A edição deste ano do ‘open day’ de recrutamento da DouroAzul - sujeito a um número limitado de inscrições, a formalizar até dia 12 na plataforma de recrutamento da empresa disponível em https://openday.douroazul.pt - conta com um dia totalmente dedicado a alunos do setor do turismo, restauração e hotelaria, em 16 de janeiro.

Com uma frota de 12 navios-hotel, a DouroAzul reclama a liderança no negócio de cruzeiros fluviais em Portugal, tendo sido eleita em 2019, pela quinta vez, como a “Empresa Líder em Cruzeiros Fluviais na Europa nos World Travel Awards”.