Diamante raro vendido por 13 milhões de euros (220 milhões de randes)

José Luís da Silva – Correspondente em Joanesburgo ( África do Sul )

O JM apurou, hoje, que a companhia diamantífera Petra Diamonds ( ex-Cullinan Diamonds ) com sede em Cullinan, na rota dos diamantes a cerca de 30 km da Cidade de Tshwane (Pretória), Gauteng, vendeu, na passada sexta-feira, o diamante azul de 20.8 quilates, raro, do tipo LLB, encontrado em setembro passado como o JM noticiou oportunamente.

O JM apurou que a pedra preciosa foi transacionada pela quantia de 220 milhões de randes, o que equivale a cerca de 13 milhões de euros. A aquisição foi feita por uma companhia líder no mercado de diamantes mas que quer manter o anonimato.

Este diamante de alta qualidade é dos diamantes mais raros com nível de impureza baixíssimo e apenas 0,1 % de todos os diamantes naturais pertencem a esta categoria.

Petra Diamonds encontra-se listada na Bolsa de Valores de Londres (London Stock Exchange) é a segunda maior indústria na produção de diamantes e possui outras duas minas, nas províncias do Cabo Setentrional (Northern Cape ) e Free State.