Thomas Cook: Condor 'segura' turismo na Madeira

ACIF reunida para falar sobre falência do operador turístico. Roland Bachmeier diz que o pior cenário para a Região seria a Condor, que assegura 8 ligações por semana, deixar de voar. No momento, afirma, o impacto é de cerca de 300 turistas.

O responsável pel Mesa da secção de Hotelaria da ACIF considera que o cancelamento dos voos de Copenhague e, a partir de Outubro, de Helsínquia representam uma quebra atual de cerca de 300 turistas.

Para já a Condor, propriedade de Thomas Cook, confirmou que os seus voos continuam operando normalmente, apesar da empresa-mãe entrar em liquidação e ter solicitado um empréstimo de transição.

A Condor representa 25% dos turistas do mercado alemão que vêm para a Madeira. Se sair do mercado, o impacto da falência da Thomas Cook pode chegar, segundo Bachmeier, a 1/3 dos turistas regionais.