Lucro da Volvo Cars recua 4% em 2018 para 938 milhões de euros

Lusa

O fabricante de automóveis sueco Volvo Cars teve um lucro de 9.781 milhões de coroas suecas (938 milhões de euros) no ano passado, menos 4% do que em 2017, indicou hoje a multinacional.

A queda do resultado líquido ficou a dever-se a fatores externos, nomeadamente às taxas alfandegárias e a uma crescente concorrência em termos de preços nos diferentes mercados, de acordo com os dados inscritos no balanço contabilístico do fabricante sueco, propriedade do grupo chinês Geely.

O resultado operacional líquido (Ebit) foi de 14.185 milhões de coronas suecas (1.360 milhões de euros), o que correspondeu a um acréscimo de 1% em relação ao exercício anterior.

Já o Ebitda (lucros antes de impostos, juros, amortizações e depreciações) ascendeu a 28.593 milhões de coroas suecas (2.742 milhões de euros), o que representou um acréscimo de 9%.

As receitas líquidas aumentaram 21% em 2018, para 252.653 milhões (24.229 milhões de euros).

A Volvo Cars passou pela primeira vez a barreira de 600.000 veículos vendidos num ano, com um total de 642.253 unidades, isto é, mais 12% do que em 2017.

O presidente executivo da multinacional, Håkan Samuelsson, qualificou o resultado de “aceitável”, advertindo para o facto de não corresponder às ambições “a longo prazo” da Volvo Cars.