Anacom estabelece novos indicadores de qualidade com "metas mais exigentes” para CTT

Lusa

A Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) divulgou hoje 24 novos indicadores de serviço dos CTT - Correios de Portugal até 2020, visando garantir um “maior nível de qualidade do serviço postal universal” através de “metas mais exigentes”.

Em comunicado, a Anacom informa que “os CTT irão estar obrigados ao cumprimento de um conjunto de 24 indicadores de qualidade de serviço, que comparam com os 11 indicadores anteriores”, tendo sido “fixadas metas mais exigentes”.

Segundo o regulador, “para além de um padrão de qualidade de cada serviço em termos da respetiva velocidade de entrega, foi estabelecido uma meta de fiabilidade que deverá ser cumprida em 99,9% dos casos, com a qual se pretende evitar que o tráfego remanescente seja entregue muito para além do padrão definido”.

Ao mesmo tempo, “passa a ser obrigatório o cumprimento do valor do objetivo fixado para cada indicador”, enquanto anteriormente se considerava um limiar abaixo do qual era aplicada uma penalização, adianta a Anacom.