Dormidas na Região em outubro ultrapassam ano pré-pandemia em 31,5%

De acordo com os primeiros dados para o sector de alojamento turístico da Região, referentes ao mês de outubro de 2022, divulgados esta quarta-feira pela Direção Regional de Estatística da Madeira, estima-se a entrada de 174,0 mil hóspedes que geraram 902,5 mil dormidas, traduzindo variações homólogas de +31,1% e de +24,4%, respetivamente.

Comparativamente a outubro de 2019, registaram-se, pela mesma ordem, aumentos de 45,3% e 31,5%, indica a mesma fonte.

Em termos acumulados (janeiro a outubro), o número de hóspedes entrados e de dormidas rondou os 1,5 e 8,2 milhões, respetivamente, traduzindo crescimentos homólogos, pela mesma ordem, de 106,6% e 107,1%.

Para efeitos de comparabilidade com os dados divulgados pelo INE, é necessário excluir o alojamento local com menos de 10 camas, sendo que, segundo esta lógica de apuramento de resultados, as dormidas do alojamento turístico, em outubro de 2022, apresentaram um aumento homólogo de 20,0%, uma variação menos expressiva que a verificada a nível nacional (+23,5%).

Na Região, as dormidas de residentes em Portugal cresceram 28,3% relativamente ao mês homólogo, atingindo as 173,6 mil (19,2% do total), enquanto as de residentes no estrangeiro subiram 23,5%, situando-se em 728,9 mil. Note-se que, face a outubro de 2019, a variação nas dormidas produzidas por residentes em Portugal foi de +116,0% e de +20,3%, no caso das produzidas por residentes no estrangeiro. Os hóspedes entrados, em outubro de 2022, com residência no País, totalizaram 48,0 mil e os com residência no estrangeiro 126,0 mil.

No País, em outubro de 2022, o mercado interno contribuiu com 1,8 milhões de dormidas, tendo diminuído 2,7% em termos homólogos. Os mercados externos predominaram (peso de 72,7%) e totalizaram 4,9 milhões de dormidas (+37,3%).