Dormidas de norte-americanos sobem 27,3% em junho face a igual mês de 2019

Lusa

O mercado norte-americano, com uma quota de 8,5% do total das dormidas de não residentes, destacou-se com um crescimento de 27,3% em junho face ao mesmo mês de 2019, anunciou hoje o INE.

Num comunicado sobre a evolução do setor do alojamento em junho deste ano, o Instituto Nacional de Estatística (INE) também destaca que, comparando com junho de 2019, se evidenciaram também os crescimentos registados pelos mercados checo (+61,6%), dinamarquês (+50,8%) e romeno (+30,9%).

Em relação às diminuições em junho face ao mesmo mês de 2019, o INE afirma que as maiores foram registadas nos mercados brasileiro (-20,8%) e francês (-13,1%).

O mercado britânico (com 22,4% do total das dormidas de não residentes em junho) diminuiu 0,6% relativamente a junho de 2019, indica o INE, acrescentando que as dormidas de hóspedes alemães (12,0% do total) diminuíram 4,7%.

O INE refere ainda que a totalidade dos 17 principais mercados emissores registou aumentos expressivos em junho, tendo representado 88,1% das dormidas de não residentes nos estabelecimentos de alojamento turístico neste mês.

Por regiões, o INE afirma que se registaram aumentos das dormidas em todas em junho face ao mesmo mês de 2021, tendo o Algarve concentrado 31,2% das dormidas, seguindo-se a Área Metropolitana de Lisboa (24,5%), o Norte (15,5%) e a Região Autónoma da Madeira (11,7%).

Comparando com junho de 2019, registaram-se aumentos na Madeira (+16,8%), Norte (+6,2%), Região Autónoma dos Açores (+6,1%) e Área Metropolitana de Lisboa (+0,1%) e o maior decréscimo foi observado no Algarve (-8,1%).