Comércio internacional de bens agrava défice negativo em 2016

A Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM) acaba de divulgar alguns dados sobre o comércio internacional de bens, em 2016, no qual revela ter existido um défice de 34 milhões de euros.

Segundo a DREM, e “de acordo com os dados provisórios de 2016 relativos ao Comércio Internacional de Bens, o saldo comercial das transações de bens registou um défice de cerca de 34,0 milhões de euros. O saldo negativo na Balança Comercial com o estrangeiro em 2016 agravou-se em 12,9 milhões de euros face ao observado em 2015, ano em que o saldo tinha sido de -21,1 milhões de euros”.

Conforme é referido, “a análise por tipo de fluxo mostra que quer as exportações (-13,7%) quer as importações (-1,7%) registaram uma diminuição em 2016, mais expressiva no primeiro caso do que no segundo, resultando num agravamento do saldo da balança comercial de bens acima mencionado. Em termos globais, as exportações rondaram os 95,5 milhões de euros, enquanto as importações superaram os 129,4 milhões de euros, traduzindo uma taxa de cobertura das importações pelas exportações de 73,8% (84,0% em 2015)”.

A diminuição das exportações, segundo a DREM, “foi essencialmente determinada pelas transações comerciais de bens com os países Extra-UE, que passaram de 83,9 milhões de euros em 2015 para 66,0 milhões de euros em 2016. As exportações para países Intra-UE rondaram os 29,5 milhões de euros em 2016, valor acima dos 26,7 milhões de euros contabilizados em 2015”.

O decréscimo nas importações de bens, de acordo com a DREM, “foi igualmente transversal aos dois tipos de comércio, o intra e o extracomunitário. No primeiro caso, as importações atingiram os 116,0 milhões de euros no ano de 2016, -1,1 milhões de euros abaixo do contabilizado no ano precedente. Por sua vez, as aquisições feitas a países Extra-UE diminuíram de 14,6 milhões de euros em 2015 para 13,4 milhões de euros em 2016”.