Taxas de juro devem disparar em julho dificultando pagamentos das prestações das casas

Romina Barreto

As taxas de juro deverão aumentar a partir do próximo mês de julho, o que se poderá traduzir em dificuldades acrescidas para quem tem empréstimos de casa para pagar.

Este aumento a confirmar-se, da responsabilidade do Banco Central Europeu, vem na sequência da própria taxa de inflação que, em abril, atingiu um máximo histórico.

Um valor fixado em 7,5% na zona euro.

De recordar que o aumento das taxas de juro está estagnado desde 2011, sendo previsível que agora, na origem de um eventual cenário de recessão, a situação se altere.