OE 2022: Madeira espera que proposta seja “melhorada em sede de especialidade”

Patrícia Gaspar

Rogério Gouveia, secretário das Finanças, enumerou hoje diversas iniciativas que não constam na proposta apresentada pelo Governo. Entre elas, a mobilidade aérea e o transporte marítimo de passageiros com o continente.

A proposta do Orçamento do Estado para 2022 entregue na Assembleia da República na segunda-feira vai agora ser discutida com os outros partidos, tanto na generalidade como na especialidade. Rogério Gouveia, tutelar da pasta das finanças, espera que o documento seja melhorado, em benefício da Madeira.

“Estamos em crer que em sede de especialidade a proposta poderá e deverá ser melhorada em muitos aspetos, muitos deles relacionados com os temas da Região”, referiu o governante no final de uma audiência com o PCP.

Rogério Gouveia voltou a criticar a aplicação cega da Lei das Finanças que resultou num corte de 15 milhões de euros.

“Não queremos que a lei não seja cumprida, pese embora seja público que o Governo Regional tem aspiração que seja revista a curto prazo, até porque isto é mais uma evidência que ela não responde aos anseios que legitimamente as autonomias têm no quadro constitucional português”, sublinhou esta tarde.