Covid-19: Selecionador de Moçambique confirma casos positivos de Witi e Zainadine

Redação / Lusa

Os futebolistas Zainadine (Marítimo) e Witi (Nacional) falharam hoje o jogo entre Moçambique e os Camarões por ter feito testes positivos para o novo coronavírus, confirmou em comunicado a Federação Moçambicana de Futebol.

Além destes dois elementos, outros seis jogadores e o treinador português da seleção, Luís Gonçalves, tiveram testes positivos.

"Testei positivo, não fui para o banco de suplentes e vários atletas não puderam ir a jogo, pelo mesmo motivo. Isto alterou toda a estratégia do desafio. Ainda assim, a história do jogo demonstrou que, com mais eficácia, tínhamos, pelo menos, conseguido o empate. Desperdiçámos uma grande penalidade e várias oportunidades na 'cara' do guarda-redes. Por outro lado, o adversário, aproveitou os nossos erros defensivos. Temos de continuar o nosso trabalho, sabendo que a decisão para o acesso à CAN será em março", disse o técnico, citado pela sua assessoria de imprensa.

A Federação Moçambicana de Futebol (FMF) comunicou que, "na sequência dos testes de despiste à Covid-19 realizados em Maputo, conforme as instruções do protocolo FIFA/CAF, foram detetados casos positivos no seio da seleção nacional AA”, dado conta de oito jogadores infetados, bem como um elemento da equipa técnica e outro da equipa médica.

Os dois atletas dos clubes madeirenses deverão falhar os jogos da tercdira eliminatória da Taça de Portugal agendado para o próximo fim de semana, com o Nacional a deslocar-se ao recinto do Casa Pia, no domingo, e o Marítimo a Penafiel, na segunda-feira.