MADEIRA Meteorologia

Governo de coligação ganha força na África do Sul

De acordo com um comunicado emitido pela Comissão Independente Eleitoral, 98,72% dos votos foram escrutinados até às 12:30 de hoje.

O comunicado dá uma visão geral de como os partidos políticos surgem nestas eleições, enquanto continua a contabilizar os restantes boletins de voto.

O conjunto de números agora divulgados significam que foram apurados os votos de 22.993 dos 23,292 distritos eleitorais.

À hora que foi divulgado o comunicado, os resultados eram, os seguintes:

ANC: 8,301.117 (40,28 %)

DA: 3.383.803 (21,63 %)

PMK: 2.301.834 (14,71 %)

EFF: 1.480.095 ( 9,46 %)

PA: 318.504 ( 2,04 %)

Os resultados finais, pode ler-se na mesma nota, devem só ser publicados, amanhã.

À medida que a contagem dos votos que foi iniciada logo após o encerramento das urnas, na passada quarta-feira, começam cenários de “coligação ou governo de coligação”.

Não é menos verdade que à medida que o controlo ANC no país vai afrouxando devido a ter surgido um partido como o MK (uMkhonto weSizwe) de Jacob Zuma, assim como o PA (Patriotic Alliance) do ex-recluso Gayton Mckenzie , a palavra em voga nos lábios de quase toda a gente é: ‘coligação’. Compreende-se porquê.

Agora um pouco mais à tarde, devido à considerável ascensão do partido MK, o grande vencedor destas eleições especialmente no Kwazulu-Natal , creio que foram já encetados contactos ou conversações sobre a possibilidade de o ANC, DA e IFP formarem uma coligação.

Um governo de coligação além de aprofundar a democracia, funciona mais proficuamente, uma vez que reúne a fusão de várias ideologias, ideias e culturas. Como sabemos, as coligações feitas a nível autárquico na África do Sul têm fracassado, arrastando consigo um rosário de inconveniências na governação das cidades, provocando desentendimentos, cisões, interrupções, falhas na entrega de serviços e as consequentes paralisações de outros serviços essenciais e não raras vezes cenas deploráveis de pugilato.

A nível nacional, o país reúne todas as condições para ter um governo de coligação, e é preciso não olvidar que o governo que saiu das primeiras eleições democráticas em 1994, formou um governo de coligação bem sucedido, chefiado por Nelson Mandela, entre o ANC, o IFP e o extinto Partido Nacionalista, uma coligação que garantiu a estabilidade politica gerindo e assegurando uma transição pacífica.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem vence o Campeonato Europeu de Futebol?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas