Marítimo apela a António Costa para permitir adeptos nas bancadas

Redação

O Marítimo apelou hoje ao primeiro-ministro, António Costa, no sentido de ser permitido ao futebol ‘desconfinar’ a exemplo de outros setores de atividade, permitindo assim que a I Liga possa contar com adeptos nas bancadas.

Num comunicado publicado há momentos no site do clube, é reproduzida a carta enviada à Direcção-Geral de Saúde, com conhecimento ao Secretário de Estado do Desporto, João Paulo Rebelo, à Federação Portuguesa de Futebol e à Liga Portugal, no passado 26 de Maio, missiva que solicitou a presença de adeptos nos estádios até 30 por cento da capacidade de cada recinto.

“O Marítimo da Madeira congratula-se e saúda a decisão do Governo em promover o desconfinamento em diversos sectores de actividade, como verificámos ontem, no Campo Pequeno, onde um espetáculo juntou mais de duas mil pessoas”, lê-se no comunicado, que é intercalado com várias fotografias que mostram o chefe do Executivo nacional no referido evento.

“Fazemos, agora, o apelo ao Senhor Primeiro Ministro, António Costa, para o futebol tenha o mesmo sentido que foi dado, e bem com o nosso aplauso, à Cultura, Transportes, Ensino e Comércio”, lê-se na mesma nota.

Para o emblema verde-rubro, “o futebol não é apenas um desporto disputado no relvado, é um fenómeno sem igual em Portugal, e a abertura gradual aos adeptos pode contribuir, de forma importante, para retirar a carga negativa imposta pelo período de confinamento e pode ser um input positivo para o bem-estar mental de todos.”