Rui Alves diz que vai levar Marítimo a tribunal

Redação

O presidente do Nacional admitiu, esta sexta-feira, que o emblema alvinegro vai processar o Marítimo, na sequência da tentativa de impugnação da suspensão da II Liga, interposta pelo clube verde-rubro.

Ao programa Bola Branca, da Rádio Renascença, Rui Alves anunciou que vai levar o Marítimo a tribunal, e afirmou esperar que o Farense também o faça, invocando que perante a ação apresentada pelo Marítimo no TAD, há jogadores que poderão ter dúvidas sobre o ingresso nas equipas promovidas à I Liga.

“A forma como o Nacional e o Farense se apresentarão no sentido de construção dos seus plantéis, será inevitavelmente afetada por esta situação”, disse Rui Alves, argumentando que “muitos atletas que podem interessar a estes clubes” poderão ter “alguma resistência”, “porque na cabeça de muitos pairará sempre a dúvida sobre em que competição vão estar”.

Por isso, refere o presidente do clube alvinegro, “Nacional e Farense vão naturalmente perder muitos atletas e muitas oportunidades de negócio”.

Questionado sobre se pensa colocar o Marítimo em tribunal, Rui Alves afirmou que “o Nacional pensa e vai fazê-lo”. “E naturalmente tudo fará para que o Farense o acompanhe nesta matéria”, acrescentou, de seguida.

Rui Alves considera ainda que Carlos Pereira está a prejudicar o próprio clube, ao colocar “interesses pessoais” à frente dos maritimistas, e acusa ainda o líder dos verde-rubros de ser hoje uma figura totalmente isolada no futebol nacional.

“Está absolutamente isolado no futebol português. É uma personalidade que está a conduzir o seu clube para um isolamento completo, e esse isolamento agrava-se ainda mais pelas suas motivações pessoais que estão a falar muito mais alto”, considerou.