Fábio Coentrão apresenta-se em tribunal como “jogador de futebol reformado”

Lusa

O internacional português Fábio Coentrão, que na época passada alinhou no Rio Ave, apresentou-se hoje ao tribunal de Monsanto, em Lisboa, como um “jogador de futebol reformado”.

Fábio Coentrão, de 31 anos, esteve hoje a prestar declarações, por videoconferência, no julgamento do ataque à Academia do Sporting, em Alcochete.

"Sou jogador de futebol reformado”, disse Fábio Coentrão, quanto questionado sobre qual a sua profissão.

Coentrão formou-se no Rio Ave e na época 2007/08 transferiu-se para o Benfica. Nas primeiras épocas, o então extremo acabou por ser emprestado ao Nacional e aos espanhóis do Saragoça.

Em 2009/10, Fábio Coentrão recuou para lateral esquerdo e afirmou-se na equipa ‘encarnada’, apontando três golos em 45 jogos, com o Benfica a sagrar-se campeão nacional.

Na época seguinte, voltou a manter o estatuto e foi chamado em 45 jogos, marcando cinco golos. No final da temporada transferiu-se para os espanhóis do Real Madrid a troco de 30 milhões de euros.

Fábio Coentrão esteve nos ‘merengues’ seis épocas, com um empréstimo aos franceses do Mónaco pelo meio, conquistando duas Liga dos Campeões, dois Mundiais de Clubes, uma Supertaça europeia, duas Ligas espanholas, uma Supertaça de Espanha e uma Taça do Rei.

Em 2017/18, regressou a Portugal para jogar no Sporting, tendo sido opção em 44 jogos, marcando um golo. Na época seguinte assinou pelo Rio Ave, num regresso a casa, tendo jogado em 23 jogos.

O internacional português em 52 ocasiões está sem clubes desde o fim da temporada passada.