Nacional seguiu os regulamentos na Taça da Madeira de Juniores

Redação

O diretor de comunicação do CD Nacional, Saturnino Sousa, reagiu às críticas do presidente da Assembleia Geral da AD Machico, Nelson Carvalho, a propósito da utilização de jogadores na final da Taça da Madeira de Juniores, que os alvinegros venceram por 6-0, e invocou os regulamentos da Associação de Futebol da Madeira (AFM).

O responsável do emblema alvinegro lembra que os regulamentos da AFM estabelecem que "nenhuma equipa B pode passar aos quarto de final da Taça da Madeira, pelo que na segunda fase entram as equipas melhor classificadas da fase de grupos mais o campeão regional e as equipas que participam nos campeonatos nacionais".

Nelson Carvalho, reagiu com indignação ao comunicado publicado pelo CD Nacional no seu site oficial, em que os alvinegros teceram duras críticas relativamente à postura do Marítimo no regional de futsal, por ter utilizado a equipa que atua nos nacionais da modalidade frente aos alvinegros, num jogo decisivo para o título.

Para Saturnino Sousa, e à luz dos regulamentos, trata-se de uma situação completamente diferente da registada no Futsal, onde o Marítimo trouxe jogadores da equipa profissional para o regional não para ganhar um título, mas apenas para impedir o adversário de o ganhar.